Notícia
Data: 20/01/2019

Primeiros votos das Irmãs Denise e Jaqueline


Por: CIPSCS
MEMORARE

A Consagração das novas Irmãs emocionou todos que participaram da celebração religiosa

O dia 20 de janeiro de 2019 foi de festa para a Congregação das Irmãs dos Pobres de Santa Catarina de Sena. As Irmãs Denise Gomes da Silva e Jaqueline Dayane Rodrigues da Silva Rocha fizeram os votos temporâneos e disseram Sim a Deus.


O Padre Jurandir presidiu a celebração Eucarística das duas Irmãs, juntamente com o Frei Lopes e o Padre Valdecir, pároco de Valença e animador vocacional de Jaqueline. Durante a homilia, o Frei Lopes lembrou que o mundo está carente de amor. E que a escolha das Irmãs é um compromisso com Deus e com a humanidade. “Não se preocupem se vocês estão tremendo hoje. Vocês são escolhas de Deus, foram seduzidas pelo bom exemplo de Madre Savina e Santa Catarina de Sena”, afirmou o Frei.


Através da consagração a Deus, pelos votos da castidade, pobreza e obediência, as noviças tornaram-se Irmãs dos Pobres de Santa Catarina de Sena. “É muito importante porque é um dia de acolhida, um dia em que novos membros abraçam o nosso projeto de vida. Ressalta a decisão da busca pelo algo a mais, pelo absoluto, que é Nosso Senhor. E com essa decisão, elas querem dizer: já não me pertenço, só a Deus”, disse a Irmã Lúcia Bezerra, Superiora Provincial.


Como sinal externo dessa consagração, as Irmãs receberam, durante a celebração religiosa, o hábito, o crucifixo, e também o Livro da Regra da Vida. “É uma alegria profunda e uma gratidão imensa a Deus, por tudo que Ele fez. Hoje ganho uma família de predileção, a Congregação das Irmãs dos Pobres de Santa Catarina de Sena”, afirmou a Irmã Denise, que vem de uma família muito católica da cidade de Parnaíba. Eu sempre quis fazer o bem, também sou muito alegre. Aqui na Congregação encontrei as duas coisas: o amor aos pobres e a alegria de viver e pertencer a Deus.

 


A Irmã Jaqueline também falou em gratidão. Aos 10 anos ela começou a frequentar os grupos de oração em Valença. A partir daí começou em algumas pastorais na paróquia do bairro em que morava. Ao participar de um retiro da Congregação das Irmãs dos Pobres teve a certeza de querer seguir a profissão religiosa. “Minha inspiração veio de São Francisco, no desejo de ajudar os pobres, assim como Madre Savina. Hoje me sinto grata por poder fazer parte dessa Congregação. É muita alegria”, concluiu a Irmã.

 

Testemunhas alegres e fieis do amor de Deus, as Irmãs emocionaram a todos que participavam da missa ao entrarem na Capela do Memorare vestidas com os hábitos. Ao final da celebração, os familiares e amigos das Irmãs participaram de um almoço festivo, em que comemoraram a consagração. Depois do almoço, todos assistiram a uma apresentação de dança, seguida de uma encenação teatral que contou como nasce uma Irmã dos Pobres de Santa Catarina de Sena.

 


Informações
Responsive image
Vídeos
Facebook